Blog

Empresas buscam profissionais que resolvam problemas e reduzam custos.Especialistas não esperam aumento de oportunidades ou de salários. O ano de 2015 não foi fácil para quem estava atrás de um emprego. Com a crise econômica, algumas empresas buscaram equilibrar as contas cortando despesas e até mesmo funcionários. Até novembro do ano passado, 945,363 postos com carteira assinada foram fechados, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Com um cenário tão difícil, o que os profissionais podem esperar o ano que começa agora? Segundo especialistas ouvidos pelo G1, as empresas estarão ainda mais exigentes na hora de contratar, já que o orçamento enxuto exige trabalhadores que realmente resolvam problemas, reduzam custos e tragam bons resultados. "Para 2016, a tendência é de que as empresas sigam os ajustes e sejam cada vez mais exigentes nas contratações. Não haverá um movimento significativo de expansão de posições e os salários tendem a…
Ainda bem que o carnaval será logo no início de fevereiro. Infelizmente, brasileiro tem a mania de só começar a levar seus projetos a sério depois das festas de Momo. Mas, 40 dias depois teremos os feriados da Semana Santa. E este é o ano das Olimpíadas. E ainda teremos eleições municipais em outubro. E depois, ah, depois vêm as festas de fim de ano. Enfim, 2016 é um ano que tem o risco de passar sem ninguém ver. O que você pretende fazer em relação a isso? Se estamos aqui juntos, você tem o desejo de se tornar um servidor público, ou seja, ser aprovado em concurso. Como estão os seus estudos? Todos temos dificuldades. Na melhor das hipóteses, quem não precisa enfrentar falta de dinheiro e de tempo, tem as distrações. E é a forma como lidamos com isso que define o momento em que começamos, de verdade,…
O que um candidato sem experiência deve colocar no currículo? É preciso "enchê-lo" com as suas habilidades e dizer o que quer aprender? Essas são algumas das dúvidas de quem está em busca da primeira oportunidade no mercado de trabalho. “Quando o recrutador vê a idade no currículo já imagina que o candidato não tem experiência, e isso não é visto como um problema. Ele deve sempre colocar em destaque o que tem de melhor: a formação escolar, um idioma, voluntariado e até uma experiência profissional fora do mercado formal”, orienta Flávia Mentone, gerente de diversidade e gestão de pessoas da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo de São Paulo. Conhecimentos em idiomas, informática e cursos extracurriculares ou profissionalizantes ajudam a compor a lista de habilidades que podem ser apresentadas. De acordo com Dorileia Almeida, gerente da filial de Recife da Gi Group Brasil, empresa internacional de recursos humanos,…
Candidato deve ter um planejamento para não se desesperar. Usar o networking e se manter atualizado ajudam na busca por trabalho. O que o profissional deve fazer quando perde seu emprego? Algumas pessoas optam por tirar uns dias de descanso para depois traçar novos objetivos e pensar como buscar uma recolocação. E com o mercado de trabalho tão dinâmico e exigente, como o candidato deve começar essa busca? Segundo Marcelo Abrileri, presidente e fundador do Curriculum, o primeiro passo para uma busca de emprego efetiva é não entrar em desespero. "Mesmo em crise, vivemos num grande país, com um grande mercado de trabalho. As empresas sempre estão à procura de profissionais", afirma. Veja, abaixo, 12 dicas para se recolocar no mercado de trabalho: Não se desespere Segundo Abrileri, o candidato pode enfrentar dias difícieis, mas ele não deve se desesperar ou ficar abatido. "Por mais desagradável que estar desempregado e…

Pesquisar

Mais lidas