Blog

Terça, 29 Março 2016 10:45

Veja 10 dicas para se destacar e conseguir uma vaga

Avalie este item
(0 votos)

Com um número cada vez maior de profissionais em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho, o que o candidato pode fazer para se destacar e ser escolhido para um cargo no meio de tantas pessoas talentosas e qualificadas?

Segundo especialistas de carreira ouvidos pelo G1, os candidatos devem manter seu currículo atualizado, especialmente o on-line cadastrado em sites de vagas, e buscar oportunidades que realmente tenham relação com sua formação e experiência profissional.

"A chance de conseguir um emprego atirando para todo o lado aumenta muito pouco. E, eventualmente, gera mais expectativa, um desgaste muito maior para um retorno muito baixo", afirma Luis Testa, diretor da Catho.

Fernanda Diez, especialista de carreiras da Vagas.com, lembra que a atualização do currículo em sites é muito importante, já que uma das ferramentas para formar o ranking de candidatos é a data da última atualização.

Elaine Saad, vice-presidente da ABRH Brasil, também lembra que é importante o candidato adequar seu currículo para o momento da sua carreira. "O jovem precisa mostrar sua formação, ter atitude e ser persistente e colaborativo. Quem tem uma carreira mais avançada deve mostrar o que tem a oferecer para as empresas", acrescenta.

Veja abaixo 10 dicas para se destacar e conseguir uma vaga de emprego:

Currículo atualizado
Muitos profissionais ainda se esquecem de atualizar seu currículo e acabam se inscrevendo em oportunidades em sites de emprego com um documento antigo, e algumas chegam até a enviar para empresas.

"Quanto mais atualizado o currículo estiver, mais no topo do ranking de candidatos ele vai ficar na hora que os recrutadores estão fazendo a seleção", ressalta Fernanda Diez.

Não "atirar" para todo lado
O candidato deve saber se tem aderência a vaga, mesmo tendo necessidade de recolocação rápida. Quem envia o currículo para qualquer vaga tem pouca chance de ser chamado, já que existem outras pessoas com o perfil mais adequado.

"Isso gera uma expectativa de que ninguém chama o candidato e pode causar frustração", comenta Luis Testa, diretor da Catho.

Autoconhecimento
Identificar seu principal talento, descobrir qual é o seu ponto forte e o que precisa ser desenvolvimento são ações importantes para que o profissional tenha autoconhecimento. A partir do conhecimento dos seus talentos e habilidades, o candidato pode identificar que tipo de trabalho gosta e que tipo de cultura tem a ver com seu jeito de ser.

"É importante que o candidato saiba o que gosta e o que desempenha bem para fazer escolhas certas ao invés de se candidatar a toda e qualquer vaga", afirma Fernanda.

Buscar empresas com as quais se identifique
Fernanda lembra que outra opção é tentar encontrar empresas com que o candidato se identifique e que tenham a ver com sua cultura e valores. O profissional pode buscar informação sobre as companhias, encontra-las nas redes sociais e procurar se aproximar da marca de certa forma.

"Isso pode ajudar a encontrar emprego em uma empresa que ele terá uma sinergia maior. As empresas querem contratar pessoas que compartilham os mesmos sonhos", ressalta Testa.

Atualização constante
"Esse momento pode ser uma oportunidade para o candidato se manter atualizado. Ele pode aproveitar a internet para fazer cursos gratuitos e dar um upgrade no seu conhecimento com ferramentas gratuitas. O currículo vai ganhar relevância frente a outros candidatos", afirma Fernanda.

Testa lembra que muitas áreas estão mudando rapidamente por conta da tecnologia, da internet e do uso do celular, e isso muda a interação entre empresa e cliente e entre cliente e produto. "Quem não acompanha fica defasado".

Networking e amigos
Mesmo com todas as possibilidades que a internet oferece na hora de buscar emprego, o candidato não deve esquecer de acionar sua rede de contatos e falar com os amigos.

Testa ressalta que para fazer um bom uso desse tipo de relacionamento, o profissional deve ter fomentado o contato. "Se esse networking não foi alimentado no passado, essa não parece ser a melhor hora para fazer isso. É uma vida de mão dupla, mas muito de o candidato ser lembrado pelo colega".

Tecnologia como aliada
Buscar emprego em centros de intermediação de trabalho e ir até empresas são ações que devem estar na rotina do candidato. Já a internet pode complementar essa estratégia como uma ferramenta que auxilia o profissional a se candidatar a mais oportunidades em menos tempo e também a conhecer as empresas.

O candidato também pode utilizar aplicativos de celulares para acompanhar mais de perto e responder mais rapidamente.
Fernanda lembra que quanto mais informações estiverem disponíveis no currículo on-line, mais chance o profissional terá de ser encontrado para as oportunidades em aberto. "O sistema usa cruzamentos com palavras-chave, logo quanto mais informação melhor".

Preparação para a entrevista
Pesquisar sobre a empresa é essencial para ter um bom desempenho na entrevista. O profissional deve conhecer a companhia e demonstrar interesse nela também, e não somente no cargo.

Segundo Testa, o candidato deve evitar mostrar interesse excessivo para não passar a mensagem de que topa qualquer proposta. "É importante demonstrar que existe um interesse na empresa e na oportunidade. Ela também quer saber o que o candidato pode oferecer e contribuir".

Seja você mesmo
"Nas entrevistas, a pessoa deve ser ela mesma e não tentar forçar a barra", alerta Elaine Saad, vice-presidente da ABRH Brasil. Ela reitera que o candidato não deve passar uma na entrevista e depois mudar seu comportamento quando for contratado.
"Muitos profissionais dizem que as empresas contratam por competência e demitem por comportamento", alerta Testa.

Fuja do desespero
"Tem que ter paciência porque a concorrência aumentou com mais pessoas buscando emprego ativamente do que antes, seja pela falta de oportunidades ou por mais gente precisar entrar no mercado", lembra Testa.
Elaine ressalta que o profissional deve continuar sua busca. "Não pode se retrair e ficar somente em casa. Tem que ter iniciativa e persistência".

Não existe fórmula mágica
Testa lembra que não existe uma estratégia pronta para buscar emprego, os profissionais devem utilizar todas as ferramentas que estão ao seu alcance. "Não existe uma fórmula mágica na hora da busca. Existem várias ferramentas e cada pessoa precisa analisar quais podem trazer mais retorno para sua área e para o tipo de emprego que ela procura."

Segundo Elaine, o profissional também precisa avaliar o momento de sua carreira para adequar sua apresentação. Segundo ela, os jovens têm que mostrar atitude, já que não tem experiência. Eles também têm que ter iniciativa, ser persistente, colaborativo e saber trabalhar em equipe.

Para quem já está com a carreira mais avançada, é importante que o profissional avalie o que ele tem para oferecer e quem se interessará por isso dentro do mercado.

Fonte: http://g1.globo.com/concursos-e-emprego

Lido 260 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar

Mais lidas